Segunda-feira

frogurt de morango e baunilha

 
Posted by Picasa

aqueles morangos que foram fotografados e postados em cima de uma balança aqui, era para preparar o frogurt de morango e baunilha que vi no blog da Fer Guimarães Rosa.
precisei fazer minhas adaptações porque não tenho por aqui o iogurte cheese style, então usei creme de leite fresco no lugar dele.
sem sombra de dúvidas, essa receita gelada está muito bem colocada no meu ranking de sorvetes, porque ficou divinamente gostosa e refrescante.
a receita original está aqui, mas vou descrevê-la:
300g de morangos
1 + 1/2 xícara de iogurte natural
1 xícara do tal iogurte cheese style que substitui por creme de leite fresco
1 colher de sopa de extrato de baunilha
mel a gosto
Bater tudo no liquidificador e colocar na sorveteira.
servir e se deliciar.

Domingo

repaginar

 
Posted by Picasa

a sopa daqui e daqui + capelleti feito com massa de pastel recheado com mussarela de búfala e uma folhinha de manjericão + uma taça de vinho pinot noir + uma boa conversa = ;o)

Sexta-feira

300g

 
Posted by Picasa

chegar no mercado e lembrar de uma receita que está me esperando em casa quando avisto determinado ingrediente é fato e corriqueiro.
aí, seguro o tal produto e penso:
- mas de quanto preciso?? melhor levar duas caixas [que é para não correr o risco de faltar], ou levar uma caixa só?? ai que dúvida!! vou levar uma, deve dar...
chegar em casa, procurar a receita, ver de quanto preciso, tirar os cabinhos e pesar!! tomara que dê!!
300g.
pesando.... 300g!!! bingo!

Quinta-feira

poivre rose



Posted by Picasa

fui deixar meu carro para trocar óleo em uma oficina mecânica perto da Fazenda e me deparo com isso!!!!
toneladas de aroeira ou pimenta-rosa ao céu aberto a espera de quem queira comprar e levar para revender.[assim penso eu, porque de graminha em graminha vai ser difícil dar um fim naquilo tudo].

Quarta-feira

kebabs de cordeiro sem pistachios

 

 

 
Posted by Picasa

a dois dias voltei para casa com mais um apetrecho culinarístico.Um cano com uma janelinha por onde passa um"empurrador" de madeira. tá difícil fazer-me entender... é um aparelhinho para confeccionar Kebabs.
Quando vi dando sopa na prateleira, até meio desvalorizado, agarrei-o e logo apresentei seu novo lar, inaugurando-o no mesmo dia.
Para aqueles adoradores de espetinhos de carne-moída, super aconselho o investimento.
A receita saiu do Jamie at home. Juro, não é uma adoração desmedida pelo Londrino, é coincidência mesmo de minhas 3 últimas publicações virem do mesmo lugar.
Essa receita estava na minha lista de esperas [esperar um aparelhinho mágico como o meu caninho adaptado].
500g de filé de paleta de cordeiro cortado em cubinhos + 2 colheres de sopa cheias de folhas frescas de tomilho + 1 colher de sopa rasa de chilli + 1 colher de sopa de cominho + zestes de 1 limão [faz grande diferença no resultado final] + sal + pimenta do reino + um bom punhado de pistachios descascados [não tinha, então coloquei macadâmias].
tudo isso no processador e só falta encher as janelinhas do caninho [auto intitulado quichu] e espremer com a madeira para ver lindos kebabs.
tostei em grelha bem quente com óleo de gergelim e lambi os beiços.

Segunda-feira

massa blinding de jamie oliver

 

 
Posted by Picasa

dessa vez quiz dar uma inovada no meu preparo de massas. Já faz 1 ano que uso a mesma receita, que está publicada aqui, então decidi testar outra, que saiu de um livro mais antigo de Jamie Oliver [O Retorno do Chef sem mistérios].
Gostei bastante, e confesso que meus ovos caipirões deram um certo charme, afinal de contas, foram muitos deles.
A receita chama-se massa blinding, sabe-se lá porque e leva 250 g de farinha de trigo + 250 g de farinha de semolina + 3 ovos caipiras grandes + 8 gemas de ovos.
Eu coloquei as farinhas peneiradas no meu recipiente de batedeira, fiz um monte com um furo no meio para os ovos e gemas e deixei que a pá em forma de gancho fizesse todo o trabalho sujo, só depois então que finalizei a sova com muitos murros na mesa.Embrulhei em papel manteiga e deixei descansar na geladeira enquanto preparava toda a parafernalha de cilindro e ê-tê-cé-tê-ra.
A receita original diz que serve quatro pessoas, mas acredito que comeriam tranquilamente mais 2 com a quantidade de farfale que rendeu,que foi exatamente toda essa da foto aí de cima.
Com ela preparei o ragu de coelho daqui e ainda guardei um pouco de gravatinha em um pote hermético para alguma nova receita.

Domingo

sorvete de cajá

 
Posted by Picasa

Esse sorvete foi feito com a receita do manual de instruções da sorveteira, adaptada para cajás. Deu um certo trabalhinho porque eu tive que colocá-lo na máquina duas vezes até confiar totalmente em que ia virar sorvete.
Usei 2 copos de água e 2 copos de açúcar. Levei ao fogo até ferver. Abaixei a força da chama do fogão e deixei lá mais 3 minutos.
Esperar esfriar totalmente.
acrescentar 1 1/2 copo de polpa do cajá, misturar e levar a sorveteira.
A polpa foi feita com cajás descascados e levados ao processador sem o caroço e depois passado em peneira.
Ficou bem gostoso, porém quem preferir um sorvete menos doce, aconselho diminuir a quantidade do açúcar.

Foi a nossa sobremesa do almoço de dia das Mães!!

Sábado

ragu de coelho

 

 
Posted by Picasa


Na semana passada estávamos no Rio de Janeiro e fomos almoçar no D'amicci, que fica no bairro do Leme. Sempre ouvi falar maravilhas do lugar e ainda não tinha ido lá.
O restaurante é super aconchegante, [olhando de fora não dá para imaginar o quanto] e, com um bom gosto sutil e excelentes garçons.
Tuna pediu um ragu de coelho com farfalle e eu escolhi um raviolli de pêra com molho de brie. Infelizmente esqueci a máquina fotográfica então por isso não tenho fotos dos pratos e nem um post sobre essa nossa orgia gastronomica.
O ragu estava especialmente saboroso, até mais, quer dizer, muito mais do que o meu prato que só tinha mesmo os sabores doce da pêra e o salgado do queijo, o ragú era uma explosão de sabores!
Diante disto, só me restou testar uma receita de ragu de coelho em casa.
A receita é de Jamie Oliver do livre Jamie at home.
Primeiro passo foi fazer o mise en place dos ingredientes:
1 cebola cortada em brunoise
2 cenouras descascadas e cortadas também em brunoise
folhas de um ramo de alecrim fresco picadinhas
folhas de tomilho fresco
2 folhas de louro
1 coelho desossado e cortado em cubos de 1 cm
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 taça grande de vinho branco [ usei izidro, porque não tinha branco, aconselho seguir a receita e usar o branco, já que o izidro é licoroso e confere um sabor mais adocicado aos pratos]
sal marinho e pimenta do reino moída na hora
500 ml de caldo de galinha

Preaquecer o forno.
Em uma panela que vá ao forno, de preferência tampada [usei a minha creusa] despeje um fio generoso de azeite.
Adicionei a cebola + cenoura + alecrim + tomilho + louro. Cozinhar por 10 minutos.
Acrescentei a carne + farinha + vinho + sal + pimenta + caldo de galinha.
Deixei ferver e depois tampei e levei ao forno.
A receita mandou ficar no forno 1h e 30 min. e foi aí que uma catástrofe quase aconteceu!!Tirei 10 minutos antes e por um triz não tinha perdido tudo, estava quase queimado!!! Quase porque deu para salvar!afff
O ideal desta receita é que a carne fique desfiada e a minha não ficou totalmente, alguns pedacinhos ainda permaneciam em cubinhos, então arregacei as mangas e desfiei com as mãos mesmo, afinal, quem está na chuva é para se molhar!!
Servi com farfalle, aquela gravatinha, que eu mesmo confeccionei [depois publico como].
Ficou muito bom, mas faltou um azeite de trufas para finalizar. Tentei resolver com um creme de trufas para colocar em saladas que tenho, mas definitivamente o efeite não foi o mesmo. Tem que ter o azeite trufado!
Tirando isso, ficou ótimo e agradou aos convivas.

Sexta-feira

gemas caipironas

 

Quarta-feira

presentinhos

 

 

 
Posted by Picasa

esses são os presentinhos trazidos pela amiga super querida, [aquela dos bem-casados], a Maitê e do seu marido, não menos querido, Jaime. Eles foram aproveitar os seus dias de lua de mel agora, nesse mês, e rumaram para Portugal, deram um pulo na Espanha e Barcelona.
De quebra eu faturei um livro maravilhoso,[com dedicatória super carinhosa] que já foi inaugurado com a receita que estampa a capa, [um ensopado de carneiro, que ficou delicioso e não teve tempo para fotos], aínda flor de sal e vidrinhos de azeite. Uma delicadeza sem fim.
teve também presente extra-cozinha: um leque divino, para a amiga esbaforida se abanar e acalmar os nervos nos dias de calor.

gelato de banana

 

 
Posted by Picasa

a receita é basicona, que eu aprendi rodando pela blogosfera:
2 xícaras de creme de leite fresco
1 xícara de leite integral
1 xícara da fruta escolhida, hoje foram as bananas que já estavam querendo ficar pretinhas na geladeira, e foram 4, bananas prata.
mel o suficiente para adoçar [o ideal é que vá provando até achar o sabor desejado. eu adicionei 1 colher de sopa rasa de açúcar mascavo].
depois bater tudo no liquidificador e passar para a sorveteira.
;)

Quinta-feira

vitela recheada com damasco e alecrim servida com molho rôti

 
Posted by Picasa

Em primeiro lugar devo declarar aqui a minha paixão por vitela. É uma carne suave e marcante ao mesmo tempo. Refinada, tenra, saborosa. Estou adorando descobrir as milhares de receitas que vão super bem de encontro com essa carne.
Pois um casal de amigos [Patrícia e João] trouxe para cá várias partes do pequeno que ficaram acondicionadas em meu freezzer até o dia em que fomos visitá-los, então eu quiz preparar uma receita com qualquer pedaço que fosse para levar e provarmos juntos.
Usei uma receita de Charlô [chiquérrimo] e preparei um pernil da vitelinha.
Levei ao meu açougueiro para que ele desossasse o pernil e voltei para casa com um tapete de pernila de vitela e o mais importante: com os ossos e as aparas [para preparar um molho Rôti].
Temperei a peça com sal e pimenta do reino moída, sem economias, de todos os lados.
usei 400 grs de damascos, que foram para uma panela com água para ferver e deixá-los mais maleáveis.Depois de uns 6 minutos de fervura retirei e passei no processador para virar um purê de damasco.
Piquei bastante alecrim fresco e desfolhado.
Recheei a peça com o purê e o alecrim. Enrolei como um rocambole. Costurei as partes que achei necessários [as boquinhas que se formam dos lados].
Como eu preparei com antecedência, enrolei em papel filme e deixei dormir na geladeira.
Para o molho Rôti é necessário:
3 kg de ossos e aparas de vitela
10 litros de água [usei 5 litros mas obedeci às quantidades dos outros ingredientes]
250 grs de cenoura com casca
250 grs de salsão em pedaços
250 grs de alho porró em pedaços
500 grs de cebola em pedaços com a casca [usei sem casca]
100 grs de alho em pedaços [esqueci!!!!!!]
1 1/2 de vinho tinto [usei 1 litro menos 1 taça, que eu bebi]
25 ml de molho shoyo
25 ml de molho inglês
50 grs de ervas de provence [usei umas 20 grs]
25 grs de louro
50 grs de alecrim
4 cubos de caldo de carne.

Colocar os ossos e aparas em uma assadeira e levar ao forno quente até torrar. Solte a gordura do fundo com água quente, se necessário.
Junte em uma panela grande, a água com gordura + os 10 litros de água + cenoura + salsão + alho porró + cebola + alho.
Deixar ferver em fogo baixo por 2 horas.
Acrescentar o vinho tinto + molho inglês + shoyo + ervas de Provence + louro + alecrim + cubo de caldo de carne.
Cozinhar em fogo baixo por mais 4 horas, até os ingredientes estarem quase dissolvidos e o molho bem escuro.
Coe com uma peneira e depois passe por um chinoise.
Pode guardar em freezzer por até 2 meses.
Os meus 5 litros de líquido reduziram-se a 250 ml de molho Rôti.

Quarta-feira

batatinhas ao murro..

 
Posted by Picasa

primeiro elas foram para o forno por uns 30 minutos, envoltas em papel alumínio, pinceladas com manteiga e temperadas com sal light e pimenta do reino moída.
Depois foram recheadas com queijo catupiry, queijo brie, folhas de tomilho, flor de sal e pimenta e voltaram no forno para dar uma leve derretida. Mas quando sáíram ainda levaram uma maçaricada!!
merece repeteco.

matando saudades com uma quiche de espinafre & ricota & Grana Padano.

 

 
Posted by Picasa

Hoje decidi colocar em dia a minha vida por aqui, e pude me dar conta de que a mais de 1 mês não posto nada!!!! Quanta indelicadeza...
Na verdade, tive a visita de um pintor por 3 semanas e ainda um profissional que passa sinteco para dar um up nos meus tacos do chão e com isso a casa ficou de pernas pro ar, com nada no lugar, e meu mau-humor era algo indomável!!!!Resultado: uma casa linda, toda branquinha, mas nada nada de jantares interessantes!!
Também tive a infelicidade de constatar um grande aumento de peso na balança, o que me fez retornar a uma academia, [que não me via a quase 2 anos] e uma reeducação alimentar!!! Reesultado também: nada de jantares engordativos..

A Quiche não é exatamente light, mas é uma das coisas que tenho feito por aqui. Saborosa e fácil, e além do mais sou fãzona.
Coloco dentro do recipiente da batedeira com pá de gancho 140 grs de manteiga amolecida + 1 ovo da roça +220 grs de farinha de trigo peneirada + 2 grs de fermento em pó [1/2 colher de chá].
Coloco o gancho para fazer todo o trabalho pesado até eu perceber que a minha Pâte Brisée está bem homogênea.
Faço uma bola e enrolo em papel manteiga para guardá-la na geladeira e deixar descansando por 30 minutos, que é o tempo de preparar o creme básico para quiches.
Em outro recipiente coloca 500 ml de creme de leite fresco + 5 ovos do roça + sal + pimenta branca + noz moscada. Misturo tudo com um fuet.
Para o recheio de espinafre, basta desfolhar todo ele, aquecer uma panelinha com azeite e dois dentes de alho moído e jogar as folhas ali. Logo, logo você vai ver aquela panela cheia de espinafre se reduzir drasticamente. Tempere com um pouquinho de sal.
Passar a ricota no processador.
Para montar a quiche uso uma forma redonda de fundo falso e vou colocando a massa de forma que vai remendando toda ela até tampar todo o fundo e subir com as bordas.
A melhor parte vem agora!!! rechear é um prazer!!!
A primeira coisa foi a ricota, depois o espinafre, mais ricota, um pouco de queijo Grana Padano ralado e o molho básico. Mais um pouquinho de Grana Padano para gratinar.
Assei em uns 25 minutos no forno em temperatura média.

Domingo

[começar]

 
Posted by Picasa

muita gente só inicia o dia com uma bela xícara de café, como se ela representasse o start, a força para encarar a rotina de sempre.
Pois hoje me dei conta de que o meu dia "starteia" com um imenso copo de suco de laranja, assim, seleta, bem forte, espremido na hora, coado, somente com a água que derrete das três pedras de gelo que refrigeram o meu orange juice.

calabresa & spaghetti

 
Posted by Picasa

arranquei a capa de duas linguiças de calabresa e processei até ficarem com uma aparência de carne moída.
Esquentei uma frigideira de teflon e fritei as danadas. Não é necessário colocar óleo!
em outra panela fiz soar 1\2 cebola e adicionei 1 dente de alho, sal, pimenta do reino. Juntei duas latas de tomate pelado batidas no liquidificador. fui corrigindo o sabor e usei ainda uma pitada de açúcar para contra-balançar a acidez dos tomates.
Depois basta jogar as calabresas moídas no molho de tomate, cozinhar a massa preferida e voilá

negrinho melado

 
Posted by Picasa

Essa receita é do livro de Carla Pernanbuco e Carolina Brandão, As doceiras.
1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de melado de cana
2 colheres de sopa de chocolate em pó
1 pitada de sal
levar todos os ingredientes ao fogo em uma panela, mexendo sempre até desgrudar completamente do fundo.
como vcs puderam ver, não deu para enrolar os negrinhos!! [haa]

Sexta-feira

focaccia

 

 
Posted by Picasa

A fase em que fazia pães foi bem longa, levou um tempo para passar, e foi bem antes deste blog existir, até que um dia comprei uma máquina de fazer pães e como num passe de mágicas, não se sentia mais aquele aroma perfumado de pão assando na minha cozinha.
Na verdade essa bicha imensa que repousa na minha bancada me tirou um pouco o prazer de literalmente colocar as mãos na massa, e hoje em dia, a bicha imensa me serve [e muito] para confeccionar geléias que é uma beleza. Quer dizer, uma máquina de pão, que me serve para geléias!!!
...então, hoje me atrevi a assar pães novamente e me recordei como é delicioso esperá-lo sair do forno e atacar um pedacinho. Na verdade, eu acho delicioso até o cheiro da massa fermentando!!
Ano passado a Revista Gula fez uma edição com uma focaccia maravilhosa na capa, foi a edição 189, e desde ali me acendeu a coceirinha de voltar a fazer uns pãezinhos. Dali a duas edições saiu uma errata consertando a receita que estava meio lélé, e aí está ela, lépida e fagueira, deliciosa e cheirosérrima.
Em uma tigela misturei 500 grs de farinha de trigo + 1 envelope de fermento seco [são 12 grs] + 1 colher de chá de melhorador de pães [por minha conta] + 5 grs de sal + 15 grs de açucar.
Depois de misturado as farinhas acrescenta 2 colheres de sopa de azeite e 280 ml de água morninha [20 segundos de micro]
Usei a pá de gancho para massas pesadas da batedeira e depois finalizei a sova no muque mesmo.
Descansa a massa por 40 minutos [importante!!]
Untei um tabuleiro de uns 30 cm com azeite e ajeitei a massa lá. Fiz uns furinhos com o dedo, pincelei bastante azeite por cima + sal grosso moído + pimenta moída + alecrim.
Assa em forno preaquecido [250 C] por 40 minutos.

Terça-feira

cookies de chocolate

 
Posted by Picasa


Preparar cookies é muito prazeroso, e comê-los então, põe prazer nisso, misturado com culpa e com a promessa de uma caminhada de 40 minutos a cada mordida!!
A receita veio daqui.

175 grs de gotas de chocolate meio amargo
110 grs de manteiga em temperatura ambiente
110 grs de açúcar mascavo
100 grs de açúcar
1 ovo
1\2 colher de café de essência de baunilha
225 grs de farinha de trigo
1\2 colher de café de fermento em pó
uma pitada de sal

Preaqueça o forno a 170 C.
Use a pá de massa leve da batedeira e bata a manteiga com os dois tipos de açúcar até a mistura se tornar amarelo-claro. Acrescente o ovo e a essência de baunilha.
Peneire a farinha de trigo, o fermento e o sal sobre a tigela, trabalhando bem com uma espátula de madeira para evitar grumos. Incorpore as gotas de chocolate.
Forre uma assadeira com papel manteiga e disponha montinhos da massa bem espaçados uns dos outros, usando uma colher de sopa e mergulhando- a a cada vez em uma tigela com agua quente. Achate-a com o dorso da colher de forma a formar discos. * mais uma vez tentei usar meu silpat, mas definitivamente, não nos demos muito bem!! todos que foram assados nele, ficaram com uma qualidade inferior aos que foram assados com o papel manteiga. aff!!
Leve ao forno de 8 a 10 minutos. Os cookies devem ficar crocantes por dentro.
Retire do forno e deixe esfriar.

secar para guardar.

 

 

 
Posted by Picasa

a pimenteira está bombando, e me dá uma dó danada de perder uma pimentinha sequer, pois para mim, essas bichinhas são sagradas.
amarrei de uma a uma com alfinete e barbante para virar um cacho assim, e estão penduradas em cima de meu fogão para secar e ir morar em potinho hermético. As danadas sequinhas fazem a festa das receitas mais ousadas.